html> Blog Sistel Engenharia - Sistel Engenharia
Fabio Lopes, diretor da Sistel, dá entrevista à rádio 94FM

Fabio Lopes, diretor da Sistel, dá entrevista à rádio 94FM

O diretor da Sistel Engenharia, Fabio Lopes, participou no dia 19/11 do programa Inforitmo, da Rádio 94FM, onde falou sobre a campanha solidária de Natal “Um Brinquedo por um sorriso”, que arrecadará brinquedos novos ou usados, em bom estado de conservação, até o dia 11/12, que serão doados à creche Pingo de Gente, de Bauru:

campanha-natal-sistel-2019

Na oportunidade da entrevista, Fabio também falou das vantagens da energia confiável dos geradores de energia, principalmente na sua aplicação em estabelecimentos onde á fundamental o fornecimento ininterrupto de energia, como por exemplo, supermercados, hospitais, universidades, condomínios, entre outros. Ouça a entrevista a partir do minuto 59:

Energia Solar – uma ótima alternativa para o consumidor

Energia Solar – uma ótima alternativa para o consumidor

Com os reservatórios das usinas hidrelétricas em níveis baixos, a conta de energia elétrica continuará alta com a bandeira vermelha para os próximos meses, representando um aumento de até R$ 4,00 a cada 100 kW horas consumidos. Para piorar este cenário, a ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) deverá elevar a taxa do fundo de reserva, responsável por financiar políticas públicas para o setor elétrico, subsídios e até perdas por roubo de energia para cerca de R$ 20 bilhões, representando um aumento de 2,8% na conta de energia para quem vive nas regiões Sudeste e Centro-oeste do país. Os aumentos anuais das tarifas de energia de cada distribuidora permanecerão os mesmos com esta taxa.

A energia fotovoltaica, ou, energia solar, vem como uma fonte de energia sustentável, limpa e barata a médio prazo, sendo uma alternativa atraente para os consumidores que desejam ficar livres das altas cifras das contas de energia elétrica e, além disso, é possível contribuir para a preservação do meio ambiente.

A grande procura pela geração foto elétrica começou com as mudanças nas regras do setor de energia, em meados de 2012, que deram ao consumidor maior liberdade para escolher de onde vem a sua eletricidade. Desta forma, as regras permitiram ao microgerador devolver a energia não consumida para o sistema elétrico, obtendo créditos para abater na conta de luz.

Desde 2016, o número de sistemas de geração de energia solar (que envolve a instalação de painéis solares) no Brasil, foi de 8,7 mil para 111 mil, um salto de 1.181%. Com isso, a potência instalada passou de 91,84 MW (megawatt) para 1,34 mil MW, um crescimento de 1.359%. A capacidade energética gerada é equivalente a uma usina hidrelétrica de médio porte. De 2013 para cá, a tarifa residencial subiu quase 90%, representando mais que o dobro da inflação no período.

‘Taxar’ a energia solar

Diante do crescimento das tarifas de energia elétrica, os clientes residenciais foram os primeiros à descobrirem as vantagens da geração de energia através do sol, porém, com todos estes avanços, surgiu um contraponto: A ANEEL protocolou em consulta pública uma proposta para taxar a energia solar, pela qual o dono de um sistema fotovoltaico passaria a pagar encargos e custos da rede de distribuição (a TUSD), o que não ocorre nos dias de hoje. A decisão da agência de rever as regras da microgeração de energia solar poderá diminuir o ritmo de crescimento desta fonte de energia nos próximos anos.

De um lado, encontram-se as distribuidoras de energia elétrica que alegam não estarem sendo adequadamente remuneradas pelo uso da rede pelos micros e mini geradores e, também, estão preocupadas com os efeitos da redução (perda de receita) de seus mercados cativos.

Do outro, estão os investidores, empreendedores e consumidores que optam pela geração distribuída, afirmando que a mudança inesperada e radical da regulação setorial por meio da escolha da “Alternativa 5”, delineada no Relatório de Análise de Impacto Regulatório nº 003/2019-SRD/SGT/SEM/SRG/SCG/SMA/ANEEL e, atualmente, mais cotada pela agência, implicará em abruptas alterações no modelo de negócio, o que pode inviabilizar os projetos e a consolidação do mercado ainda incipiente, que proporciona a diversificação da matriz energética brasileira e a mitigação de alarmantes questões ambientais.

Na avaliação da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), a proposta é um enorme retrocesso ao país e pode tornar inviável a modalidade, que permitiu aos brasileiros gerarem a própria eletricidade nas residências, comércios, indústrias e propriedades rurais. A mudança, segundo a associação, poderá reduzir em até 60% a economia do cidadão que investe em geração de energia solar.

Após conversações agitadas no Congresso Nacional, com duas audiências públicas na Câmara e uma no Senado, além de reunião com o presidente da Comissão da Infraestrutura do Senado, Marcos Rogério (DEM-RO), a ANEEL decidiu alterar de 10 para 25 anos o período de transição para retirada de subsídios aos consumidores com sistemas já instalados ou com autorização de acesso. A decisão é um dos desdobramentos da negociação conduzida pelo Senado. Para quem já tem o sistema, permanecerá tudo como está, pelo menos, até 2031.

Fábio Lopes, diretor da Sistel Engenharia

Fontes consultadas:

Canal Energia

O Estado de São Paulo

Porque sua empresa precisa de um gerador de energia

Porque sua empresa precisa de um gerador de energia

Garantir o fornecimento próprio de energia elétrica para sua empresa por meio de geradores, reduz prejuízos de trabalho interrompido e equipamentos danificados.

Toda empresa que não possui um gerador próprio de fornecimento de energia elétrica já deve ter passado pela seguinte situação: dia trabalho intenso, empresa cheia, quando do nada há uma queda de energia.

Os computadores que não possuem nobreak desligam rapidamente, perdendo o trabalho que estava sendo realizado, máquinas param de funcionar, paralisando a linha de produção, contabilizando centenas de reais de prejuízo.

Em condomínios residenciais, o transtorno também é grande: elevadores, portões elétricos e outros sistemas que utilizam eletricidade, podem ficar horas fora de funcionamento.

Há também os prejuízos em residências, onde muitos moradores perdem eletrodomésticos ou alimentos congelados/resfriados por quedas.
Sem falar na segurança comprometida, uma vez que alarmes, cercas elétricas e câmeras de segurança se tornem inúteis.

 

 

 

Gerador em standby

Seja por falha na rede ou eventos climáticos, uma empresa, indústria, residência ou condomínio não podem sofrer o risco de uma queda de energia. Uma opção para suprir essa necessidade é o gerador de energia diesel operando em standby.

Standby significa “espera”. É um termo bastante usado para eletrônicos. Uma TV em modo standby está ligada na energia elétrica, mas não em utilização. Pode se dizer que ela está “adormecida”, pronta para entrar em funcionamento assim que você solicitar.

Com um projeto adequado para sua empresa, o gerador de energia fica em modo de espera, e em qualquer problema que ocorrer no fornecimento da rede elétrica, o gerador entra em funcionamento de forma automática, e assegura o fornecimento de energia normalmente para todos os equipamentos.

 

 

 

Benefícios de um gerador de energia a diesel

Entre os benefícios do gerador de energia na sua empresa está:

  • Funcionamento por horas, durante todo o período de interrupção da energia elétrica;
  • Eliminar o risco de perder produtos perecíveis;
  • Manter a produtividade da sua empresa;
  • Garantir os prazos de entrega;
  • Fornecer fluxo contínuo de voltagem, sem os famosos picos, oscilações ou quedas da rede.

Um gerador de energia a diesel bem dimensionado para sua empresa protege os equipamentos de possíveis danos e otimiza o trabalho e garante a produtividade e afasta o risco de prejuízos.

 

 

 

Possuímos o gerador de energia ideal para você!

A Sistel Engenharia trabalha com diversos tipos de geradores de energia (residenciais a industriais) com ampla faixa de potência, atendendo as necessidades do cliente. Faça sua cotação conosco pelo telefone: (14) 3011-5757 ou pelo nosso site www.sistelengenharia.com.br

Sistel é a principal fornecedora de gerador para hospitais de Bauru e região

Sistel é a principal fornecedora de gerador para hospitais de Bauru e região

O Ministério da Saúde, em 6 de dezembro de 1977, publicou a Portaria nº 400 – Normas e Padrões sobre Construções e Instalações de Serviços de Saúde, a qual possui o capítulo – Normas Técnicas Sobre Instalações Elétricas, item 6, dizia que todo hospital, obrigatoriamente, deveria ter uma fonte de energia de emergência em caso de apagões, para que nenhum equipamento vital utilizado sofresse durante o corte. Esta Portaria estabelecia também que “a inobservância as normas e padrões aprovados por esta portaria constitui infração à legislação sanitária federal tal como configurado na Lei nº 6437/77”.

Mesmo com a lei quase completando 40 anos, vários hospitais públicos e privados ainda não adquiriram grupo moto gerador, colocando milhares de pacientes em risco e gerando mau funcionamento da entidade. Todos esses descasos com a saúde vem gerando uma onda de debates no meio politico, pois vários hospitais alegam não possuir orçamentos para esse tipo de aquisição, mas como o deputado Alexandre Roso, frisou no debate a saúde não é apenas dados e verbas, mas sim um dever do hospital e estado para com o paciente.

“Constituição prevê que a saúde é direito de todos e dever do Estado, não podendo qualquer cidadão subjugar-se às deficiências do sistema. A aquisição de equipamentos não pode ser vista como mera despesa”, afirma Roso.

Para o deputado a obtenção dos geradores é essencial não apenas para manter os serviços de energia, mas também para impedir danos aos equipamentos. ”Um paciente internado em uma UTI não pode ficar um minuto sem energia. Além disso, é comum vermos equipamentos inutilizados por danos causados em decorrência da falta de energia”, finaliza.

Agora para a deputada Sueli Vidigal, o investimento em geradores é a melhor alternativa para diminuir a transferência de pacientes.

”Vemos todos os dias casos de pacientes que precisam ser transferidos por falta de energia elétrica nas unidades de atendimento. A aquisição dos geradores diminuiria o gasto com essas transferências e não coloria em risco a vida destes pacientes. Além de evitar que cirurgias sejam interrompidas”.

SISTEL Engenharia é a Principal Fornecedora de Gerador Para Hospitais de Bauru e Região

Segundo o administrador Ronaldo Encarnação, gerente operacional na Sistel, hoje a empresa é a responsável pela manutenção e locação de geradores para hospitais de todo o interior paulista, e que a empresa possui equipe de engenheiros e técnicos especialistas que ficam de prontidão 24 horas por dias, 07 dias por semana, independente de feriados ou finais de semana.

Saúde é algo que não da margem para erros, e a SISTEL Engenharia oferece 03 fatores primordiais para essas entidades, o que nos leva sempre ser escolhidos, são elas:

  • Mobilidade, temos oficinas moveis que permite atender com agilidade a qualquer momento, com eficiência e eficácia.
  • Disponibilidade, possuímos contratos diferenciados de manutenção, ao qual realizamos manutenções preventivas e corretivas a qualquer dia em qualquer horário.
  • Qualidade, todos nossos técnicos são certificados e passam por treinamentos constantes.

Caso você seja responsável por alguma unidade de saúde ou pelo setor elétrico, teremos o maior prazem em atendê-lo pelo nosso site www.sistelenhgenharia.com.br ou telefone (14) 3011-5757” conclui o gerente.

 

 

Gerador de energia – O que é manutenção preventiva

Gerador de energia – O que é manutenção preventiva

Gerador de energia é um dos equipamentos mais preciosos para diversos segmentos e para que o seu funcionamento esteja sempre em perfeito estado, é necessário a realização da manutenção preventiva! Pois a falha de qualquer componente do grupo gerador, além de prejudicar as suas atividades pode danificar todo o equipamento, para facilitar a compreensão hoje vamos explicar o que é a manutenção preventiva e quais os melhores procedimentos.

Para melhor entendemos esse assunto, o engenheiro elétrico Fabio Lopes de Oliveira um dos grandes especialistas de energia da região, e diretor da Sistel Engenharia, maior empresa no fornecimento de gerador de energia de Bauru e interior paulista, explicou um pouco, o que é e como funciona a manutenção preventiva em gerador.

“Como já bem elucidado na própria terminologia, a manutenção preventiva é a que realiza trabalhos periódicos com a intenção de prevenir ou inibir potenciais problemas no gerador, evitando assim dores de cabeças desagradáveis por causa de falhas no sistema e, outro ponto importante e que uma boa manutenção aumenta a vida útil do equipamento, melhorando o custo beneficio de seu investimento e consequentemente o seu lucro.

Leia Mais: Como é Composto um Gerador

Agora para se ter uma manutenção preventiva eficiente e não jogar dinheiro fora, é recomendado que este procedimento seja realizado por especialistas e de confiança, o profissional tem que ter um planejamento e conhecer bem as necessidades de cada cliente.”

 Como fazer uma boa manutenção no gerador de energia

Segundo o Eng. Fabio Lopes de Oliveira, para que a manutenção seja mais assertiva possível, deve seguir os seguintes passos:

  • Ter atendimentos programados previamente, esse tópico é muito importante, pois o cliente tem que estar preparado para o momento da manutenção.
  • Possuir todos os equipamentos necessários na hora da manutenção, para que o serviço não seja interrompido sem conclusão, para evitar esse problema, sugiro seguir a estratégia que utilizamos na SISTEL, que é a utilização de oficinas móveis.
  • Na manutenção, deve ser realizada uma verificação das condições gerais do grupo gerador, a fim de verificar se está tudo em perfeito funcionamento e, também, se existe algum desgaste que seja passível de tornar-se um problema.

Manutenção Preventiva x Corretiva

Primeiramente precisamos entender o que é a manutenção corretiva, como o próprio nome já diz ela é a manutenção que ocorre depois do problema ocasionado, esse tipo é muito mais custoso, podendo chegar a cem vezes a mais do valor da preventiva, pois como já foi citado antes, um componente com problema pode danificar todo o equipamento, além de deixar você na mão, quando mais precisar. O ideal é sempre optar pela manutenção preventiva, evitando as corretivas, transtornos, despesas e etc.

Caso você tenha interesse a Sistel Engenharia possui contratos especiais para os serviços de manutenções preventivas e corretivas, você pode falar com um dos atendentes pelo site www.sistelengenharia.com.br ou telefone (14) 3011-5757

Dicas de como alugar um gerador para o seu evento

Dicas de como alugar um gerador para o seu evento

Gerador para eventos pode ser o diferencial do sucesso para o fracasso

Organizar um evento é uma grande dor de cabeça, tantos detalhes para pensar, fornecedores para avaliar, mas imagine depois de toda essa correria, quando o seu grande evento está ocorrendo acaba a energia? Qual seria o seu prejuízo? Quanto afetaria a sua credibilidade? Quantos riscos isso geraria para sua equipe, marca e principalmente clientes? Realmente tal cenário é uma catástrofe, mas que qualquer um está à mercê.

Para evitar esse constrangimento a melhor opção é alugar um gerador para o seu evento, mas aí vem uma grande dúvida qual equipamento escolher para não ficar na mão, e qual a potência necessária. Para tomar uma decisão, primeiro deve se analisar qual o tipo de evento, o número de convidados, se o evento contará com iluminação, banda, DJ, fotógrafo, bartenders entre outros.

Depois você vai precisa saber quantos e quais aparelhos serão utilizados no momento, e qual a demanda de energia que cada um dos equipamentos, e com essas informações você multiplica o gasto de cada aparelho pelo o número de horas de funcionamento.

Mas como calcular tudo isso? Sabemos que isso pode exigir certo tempo e até mesmo conhecimento, além de outros inúmeros detalhes que deve ser analisado na hora de alugar um gerador de energia, por isso separamos algumas valiosas dicas:

  1. Contrate uma empresa especialista e idônea, pois não adianta nada pensar em tudo isso e depois a empresa não cumprir com prazo de entrega ou oferecer equipamentos realmente aptos para sua demanda.
  2. Verifique se a fornecedora oferece serviços de manutenções e a disponibilidade desse suporte, equipamentos estão sujeitos a mal funcionamento e é dever da fornecedora garantir o bom estado do gerador
  3. Verifique se o gerador de energia está em bom estado, caso contrário exija a troca do mesmo antecipadamente.
  4. Verifique junto com a fornecedora se ela possui engenheiros ou outros profissionais aptos, para listar os equipamentos elétricos e calcular a sua demanda, assim a chances de faltar energia é nula.
  5. Não foque apenas no preço do aluguel, para estas situações o mais importante é o pós-vendas oferecido pela fornecedora.

SISTEL ENGENHARIA SOLUÇÃO COMPLETA PARA GERADORES

Caso você tenha ficado interessado em contratar uma empresa com todos esses benefícios a Sistel Engenharia é a solução ideal, pois além de oferecer geradores de qualidade, possui técnicos especializados e tudo isso com preços acessíveis. Solicite agora mesmo seu orçamento em nosso site ou pelo telefone (14) 3011-5757.

Quais as partes de um gerador de energia?

Quais as partes de um gerador de energia?

Não existe uma resposta padrão para questão apresentada no titulo dessa matéria, já que cada grupo de gerador possui algumas peculiaridades em seus componentes, mas separamos alguns componentes quase unanimes nos geradores de energia, são eles: motor, alternador, sistema de combustível, regulador de tensão, sistema de lubrificação, bateria e painel de controle. Veja abaixo um pouco mais sobre cada um destes itens.

Motor

O motor é a fonte da energia mecânica de entrada para o gerador. O tamanho do motor é diretamente proporcional à potência máxima que o gerador pode fornecer.

  • Tipo de Combustível Usado – Motores de gerador operam em uma variedade de combustíveis como diesel, gasolina, propano (em forma liquefeito ou gasoso), ou gás natural, sendo mais comum as duas primeiras opções

Alternador

O alternador, é a parte do gerador que produz a saída elétrica da entrada mecânica fornecida pelo motor. Ele contém um conjunto de peças estacionárias e móveis dentro de uma caixa. Os componentes trabalham juntos para causar movimento relativo entre os campos magnético e elétrico, que por sua vez gera eletricidade.

Sistema de combustível

O tanque de combustível geralmente tem capacidade suficiente para manter o gerador operacional de acordo com o seu porte, mas todos os sistemas possuem características comuns, como: conexão de tubulação do tanque de combustível ao motor, tubo de ventilação para o tanque de combustível, bomba de combustível e o Injetor de Combustível.

Regulador de tensão

Como o nome indica, este componente regula a tensão de saída do gerador. O componente desempenha uma parte no processo cíclico de regulação de tensão que se repete até que o gerador comece a produzir tensão de saída equivalente à sua plena capacidade de operação. À medida que a saída do gerador aumenta, o regulador de tensão produz menos corrente CC

Sistema de lubrificação

Uma vez que o gerador compreende peças móveis no seu motor, requer lubrificação para garantir durabilidade e operações suaves por um longo período de tempo. O motor do gerador é lubrificado por óleo armazenado em uma bomba. Você deve verificar o nível de óleo lubrificante a cada 8 horas de operação do gerador. Você também deve verificar se há fugas de lubrificante e trocar o óleo lubrificante a cada 500 horas de operação do gerador.

Bateria

A função de partida de um gerador é operada pela bateria. Que fica sempre carregada através de um componente carregador que fornece uma tensão “flutuante”, pois se a tensão do flutuador for muito baixa, a bateria permanecerá descarregada. Se a tensão do flutuador for muito alta, diminuirá a vida útil da bateria.

Painel de controle

do gerador e contém disposições para tomadas eléctricas e controles. Existem variadas características de painéis de controle, sendo os mais comuns o arranque e paragem eléctricos, Medidores do motor e medidores do gerador geral.

Espero que a matéria tenha conseguido diminuir as suas duvidas a respeito de como funciona um gerador de energia, caso tenha interesse em saber um pouco mais sobre geradores, energia fotovoltaica ou outras áreas da energia curta nossa pagina no Facebook e acompanhe semanalmente dicas, curiosidades e novidades do setor.

A Sistel Engenharia é maior empresa em soluções de energia de Bauru e região. Oferecemos produtos de qualidade e serviços qualificados.

O que é e como funciona um gerador de energia

O que é e como funciona um gerador de energia

Geradores de energia são equipamentos essenciais para o bom funcionamento e segurança de muitos negócios, mas você sabe o que é e como funciona um gerador de energia? Se caso a sua resposta seja não, esse artigo vem para tirar essa duvida e te auxiliar a compreender um pouco mais desse aparelho e seu funcionamento como uma fonte secundária de energia elétrica.

 O Gerador de energia é na verdade um Transformador

Explicando de forma simples o gerador é um equipamento que basicamente pega uma energia gerada através de ação mecânica e a transforma em energia elétrica e essa é repassada para os componentes e rede de energia de seu estabelecimento ou evento.

Então diferente do pensamento do senso comum, o gerador em si, não “gera” energia, em vez disso através do mecanismo de combustão ele da inicio a um movimento mecânico que produz cargas elétricas, podemos comparar com uma bomba de agua que gera um fluxo de agua, mas não a sua produção.

Agora que explicamos de forma simples o funcionamento do gerador, é interessante compreender um pouco a sua história, que teve inicio no século XVII com o cientista Michael Faraday com o descobrimento do princípio da indução eletromagnética, de acordo com Faraday o fluxo acima das cargas elétricas poderia ser induzido movendo um condutor elétrico, como um fio que contém cargas elétricas, em um campo magnético. Este movimento cria uma diferença de tensão entre as duas extremidades do fio ou condutor eléctrico, o que por sua vez faz com que as cargas elétricas fluam, gerando assim corrente elétrica.

Quer saber mais sobre gerador?

Caso você tenha interesse em conhecer um pouco mais sobre esse componente a Sistel Engenharia uma das maiores empresas em solução de energia do interior paulista, convida você a falar com nossos especialistas através do telefone (14) 3011-5757 ou acesse nossa pagina sobre gerador de energia.

O avanço da energia solar na história

O avanço da energia solar na história

Energia solar sempre foi a maior fonte de energia disponível no mundo, os seres humanos do período pré-histórico já aproveitavam da energia solar, apenas para você ter uma ideia os continentes recebem ao longo do ano mil vezes mais energia do que o consumo anual da humanidade. E por isso sempre foi campo de estudos de diversos cientistas.

 

A ciência por de trás da Energia solar que conhecemos hoje

Como já mencionei a energia solar já era utilizada a muito tempo, como principal fornecedora de luz, mas foi no século XIX que um físico francês chamado Alexandre Edmond Becquerel, analisou pela primeira vez os efeitos de energia solar, realizando experiência com eletrodos, e foi o mesmo que em 1839, criou as primeiras formas de transformas a energia solar em elétrica.

No começo, achava-se que a energia solar era algo muito avançado que só seria usada por cientistas em suas pesquisas, e que não seria utilizada pelo resto da população. Mas conforme era estudada, mais era vista que a energia solar era uma maneira muito real de produzir energia. Albert Einstein, ganhou seu primeiro Nobel, ao estudar sobre o assunto.

Em 1954 um químico chamado Calvin Fuller, desenvolveu o processo de dopagem do silício, o qual ele compartilhou com o físico Gerald Pearson que ajudou a melhorar o processo. Pearson reparou que a amostra mostrava um comportamento fotovoltaico e dividiu a descoberta com Daryl Chapin, surgindo aí a produção da energia elétrica pela conversão do painel fotovoltaico.

A primeira célula solar foi exibida formalmente em uma reunião anual da National Academy of Sciences, Washington, e revelada numa coletiva de imprensa em 1954 a 63 anos atrás.

 

E como está a utilização da energia solar atualmente.

A utilização da energia solar, vem ganhando força nos últimos anos, devido aos benefícios econômicos e ao meio ambiente, como já citei em outro artigo – vantagens da energia fotovoltaica.

Além disso os painéis solares estão com preços bem atrativos, garantindo um ótimo custo benefícios a seus proprietários. É por este motivo que a energia fotovoltaica  é a que mais cresce na última década, agora se você possui interesse de saber mais ou de diminuir os custos, fale com um de nossos analistas aqui na SISTEL, maior empresa de serviços de energia do interior paulista.

Open chat
1
Olá tudo bem ?
A Sistel Engenharia esta preparada para auxiliar você em seus projetos.
Como podemos Ajuda-lo(a) ?
Powered by