Geração de energia fotovoltaica garante isenção de ICMS
30/11/2016
gts para compra placa fotovoltaica
VOCÊ SABIA QUE PLACA FOTOVOLTAICA PODE SER COMPRADA COM FGTS?
23/01/2017

Energia fotovoltaica é a mais popular entre os que optaram pela micro geração distribuída

Não são só empresas e grandes corporações que estão investindo na geração de energia. Os consumidores também aderiram à microgeração distribuída e o setor cresceu 400% no último ano, segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Em setembro de 2016, eles representavam 5.525 microgeradores. No mesmo mês do ano passado, 1.155. Em setembro de 2014, apenas 293 consumidores geravam a própria energia.

A estimativa da Aneel é que o mercado cresça ainda mais e que nos próximos oito anos, o país terá 1,2 milhão de unidades produzindo eletricidade.

 

Energia fotovoltaica é a mais popular

A geração de energia solar é a mais popular entre os adeptos, respondendo a 5.437 dos casos. Neste caso, é preciso verificar a viabilidade de aquele microgerador possuir o sistema, que consiste em painéis solares que captam a luz solar e a transformam em energia por meio de processos mecânicos e elétricos.

Para 2023, a Empresa de Pesquisa Energética (EPE) estima que 12% do consumo será atendido por meio da autoprodução de energia solar.

 

E as redes distribuidoras, o que acham do cenário?

Um sistema de microgeração permite que qualquer consumidor gere energia para consumo próprio. No caso de energia excedente, ele pode ser “exportado” na rede, que funciona como uma bateria. Quando o consumidor precisar usar a energia da concessionária (validade de até 60 meses), ela será descontada desse crédito. E é possível descontar dele a energia consumida em outro imóvel, desde que esteja no nome da mesma pessoa.

No entanto, as distribuidoras de energia reclamam que os consumidores e microprodutores de energia utilizam suas redes sem pagar por isso. Segundo o presidente da Associação Brasileira de Distribuidoras de Energia Elétrica (Abradee), Nelson Leite, o impacto hoje é pouco significativo, mas, se esse tipo de geração continuar a crescer, a receita dessas empresas pode ser prejudicada.

Em caso de regulamentação, haverá cobrança de uma tarifa que permite separar o custo da eletricidade do custo pelo uso da rede de distribuição, chamado “custo fio”. Embora não tenha previsão para ocorrer, as mudanças estão previstas para os próximos anos e não valeriam para quem já tem o sistema instalado.

Energia Fotovoltaica é com a Sistel

A Sistel é uma empresa que a 11 anos atua no desenvolvimento e comercialização de soluções para energia, com engenheiros qualificados e produtos homologados e testados, hoje a empresa é referencia em todo o país, caso tenham interesse em conhecer um pouco mais o que temos a oferecer , clique no link a seguir: Energia Fotovoltaica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *